terça-feira, novembro 14, 2006

o salvador está entre nós

“E Deus resolveu dar uma nova chance para a humanidade mandando seu outro rebento para nos salvar. Deu-lhe pele negra e um mirrado corpo, distribuído em um metro e sessenta e nove de altura, suor, timidez, humildade e garra. Decidiu, então, que ele passaria a utilizar a triunfante camisa 7 de um glorioso time do Morumbi. Desde esse dia, o diminuto salvador finalmente seria reconhecido por todos (inclusive os infíéis). Conquistaria o mundo em 2005. Em 2006 arrebataria um país. Tornaria-se deus dos ateus, dos descrentes, de quase todos os tricolores paulistas. E tomaria a bola, sem fazer falta, de todo aquele que não fizesse a devida reverência. E então um dia seu contrato estaria prestes à terminar. E isso deixaria todos os tricampeões mundiais particularmente bem zangados.”


***


Quem diria que um dia eu me tornaria um rapaz assim religioso, não é mesmo, minha gente?





4 comentários:

Rui disse...

MIRRADO corpo, distribuído em um metro e sessenta e nove de altura ???

Rosana disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Pé em deus e fé na tábua!

Chapolim disse...

Se Mineiro é o Messias, Pelé é o que? Entende?

Don Rodrigone disse...

acabei de achar a resposta... Mineiro não é Deus. Na verdade é o Pai dele.