segunda-feira, outubro 23, 2006

O cu, o Cafu, meu domingo e o Palmeiras

Domingo foi o dia em que vi novamente um brasileiro fazer bonito na Fórmula 1 após anos e anos. Dia que assisti meu glorioso Tricolor Paulista jogar um partidaço contra o Tricolor dos Pampas. Dia em que recebi a visita de um amigo de Salvador e uma de Cabo Frio (Ah, alguém afim de ir pra Cabo Frio no reveillón?). Dia em que comemos muito, muito pão de queijo. Dia em que jogamos Banco Imobiliário e, novamente, terminei em segundo lugar. Então o dia acabou e chegou a segunda-feira.


Me empanturrei de comida mexicana e fui lépido e faceiro para a -teoricamente- derradeira entrevista do programa Futebol.doc sobre a história do Palmeiras. Entrevista marcada com dias de antecedência. Ligo pra confirmar hoje. “Sim, tá marcado pras duas da tarde”. Maravilha! Chego lá e fico sabendo que cancelaram o treino e que a imprensa só será atendida depois das seis horas. Perdi meu dia de gravação e terei de remarcar. Vai tomar no cú!, pensei eu já mais calmo e sereno. Aí me lembrei que cu não se acentua. Passei anos colocando aquele acento agudo nessa palavra monossílabica (não no meu, cretino!). Após muita reflexão e sem a menor idéia de como encerrar esse post, deixo meu recado para essa nossa juventude: Não acentue o cu. Nem o Cafu. E tome cuidado com a assessoria do Palmeiras. Se precisar, mande-os tomar suco de caju. =)

3 comentários:

Rui disse...

Mas isso foi um Post ou Guia Turístico ?
Interlagos - Porto Alegre - Salvador - Cabo Frio - Minas Gerais - Vila Madalena - Pampéia ... to até cansado

Dani L disse...

Taí uma coisa que eu não sabia, apesar dos meus 30 anos de vida, cu não tem acento!!!
Poxa, vivendo e aprendendo!! rsrsrs

Edu disse...

Pessoas, caso o dono desse blog fique famoso, é bom que eu esclareça desde já que o amigo de Salvador sou eu... :D Já a amiga de Cabo Frio não vos lhes interessa... HEHEHEHE!!