quinta-feira, outubro 19, 2006

O Rui tinha razão...

-Pô, Febrônio! Porque você não faz um blog? É mais fácil pra atualizar, vc não precisa ficar botando foto sempre...

-É, Rui. Mas, sei lá... não sei se eu teria a manha de manter a parada sempre atualizada...

Algum tempo após esse diálogo com o digníssimo apresentador Rui Minharro (do elogiado programa Noite Noir do Canal de São Paulo), ele lança um post em seu recente blog que me motivou a criar o meu. Segue um techo:


"Tava pensando ... Blog é coisa de "quem 'SE ACHA' né ?

De onde o sujeito tira a idéia de que não sendo ele um catedrático nem alguém versado em qualquer assunto de interesse maior, uns escrevinhos quaisquer possam suscitar algum interesse em quem quer que seja ?"
(...)

Há uma Vaidade de Risco, o sujeito inventa um Blog Pessoal e se atira em falar de si, se mete a tornar públicas as suas idiossincrasias, começa a tecer opiniões sobre os assuntos, cria juízos de valor ... enfim. Torna-se alvo fácil de qualquer um mais modesto e ilustrado que se disponha a achincalhar-lhe os escritos públicos."

Ele ainda deu um desconto para os jornalistas que blogam, mas isso não vem ao caso. Quero blogar pra ajudar a levantar a bandeira da presunção! Também quero aquela coisa pernóstica de ter sempre algo interessante a dizer (mesmo sabendo que, invariavelmente, não tenha -ou talvez tenha). Descobriremos com o tempo.

Quanto ao título do blog... bom, se você não assistiu "Brilho eterno de uma mente sem lembranças" não vai entender! Nesse caso, peço a gentileza de que saia já daqui e vá ver esse filme genial.



6 comentários:

Dani Tesolin disse...

Amigo,
bem vindo!!
Sabia que vc não ia resistir, rsrs!
Manda ver...
sei que o conteúdo dessa cabecinha vai dar conta da frequente atualização, rs

Lorena disse...

Adorei Rô !

Rui disse...

E VIVA as Petulâncias ... !!!

luzia...luza...lucif disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
luzia...luza...lucif disse...

"-Bradock, traga as crianças"

Quinze linhas podem formar um novo feitio de viola, bem mais aprimorado..ou um súper sistema de fiação interna dos computadores, uma crítica ao governo lula cheio de pontuação para não cair em erro histórico... ou uma história de uma pessoa em um lugar, um dia, de tal maneira; Quinze linhas seriam as do handball com a finalidade de tornar o jogo masculino um pouco menos impulsivo; as linhas do ralo do metrô vistas de cima...(sem dar aquela impressão de queda constante.Penso que para o Rodrigo um blogue precisaria bem menos do que quinze para definir o começo de grandes reflexões)uma palavra por dia bastaria: Unha...por exemplo
ps:linha 16: tô nessa tb!

Salvaterra disse...

acabei de ler todos os teus posts! agora posso dizer que sou teu fã certo?