sexta-feira, fevereiro 23, 2007

Talvez não

Foi no fim daquela tarde ensolarada de abril -até porque as tardes ensolaradas de abril são ideais pra se começar um texto. Ela vestia uma saia preta, blusa branca, um colar e lágrimas. Lágrimas de uma estranha e melancólica alegria. Talvez pela lembrança dos felizes anos que desperdiçou e dos corações que despedaçou. Talvez por nada disso. Talvez por mais que isso. Talvez aqueles olhos vagos estejam fartos da indecisão, da falta de certezas em sua vida. Ela pensa no futuro, relembra o passado e percebe que só existe o presente, que também já passou. Talvez por isso ela ainda chore, enquanto você insiste em sorrir nesse ensolarado fim de tarde de abril.

10 comentários:

avoada disse...

... um colar de lágrimas.

Raquel disse...

um simples talvez me desespera.

lindo,lindo

Silvia disse...

..Ela pensa no futuro, relembra o passado e percebe que só existe o presente, que também já passou.

Talvez essa seja Eu!

Raquel disse...

Lindo o texto!

Já eu não sei o q fazer com meu blog... :S

Tomate disse...

Vc descreveu meu carnaval...

...que bom que todo carnaval tem seu fim!

Ana disse...

Lindo esse texto. Lindo!

Joana disse...

eu não sei se rio ou se choro qdo leio seu blog sabia?! apesar de rir ser melhor...deu vontade de chorar...

Denise disse...

belas palavras para descrever a tarde de uma mulher. e como vc descobriu que nós conseguimos nos sentir tristes e felizes num mesmo momento?
até eu tinha me esquecido que isso é possível.

Marianny disse...

Gosto disso...
A mistura de um tempo atemporal com a imagem forte da natureza mesclada à atitude de estado do ser humano.
Delicioso de ler,
Bijo Ronnaldo!!

Vanessa disse...

vim postar pra dizer que achei lindo esse texto, e vi que muitas pessoas tb o acharam!!
lindo mesmo!!