quinta-feira, junho 19, 2008

Sobre relações amorosas (ou não) e o Futebol

Tive uma conversa com um bom amigo sobre mulheres e futebol. É interessante como quase tudo no assunto "relacionamentos" pode ter uma metáfora futebolística para exemplificá-lo. Esse rapaz em questão namora faz alguns meses. Eu continuo solteiro. Logo ele pode tirar onda que tenha uma vida sexual garantida e freqüente. Eu não tenho freqüência certa mas tenho mais possibilidades. Ele é basicamente um time na disputa de um campeonato em pontos corridos, tipo Campeonato Brasileiro. Precisa ter o time equilibrado e manter a regularidade acima de tudo. Pode perder algumas partidas, mas se somar o número suficiente de pontos ao longo de toda a competição garante o título. Já eu sou um time para mata-mata, tipo Libertadores ou Copa do Mundo. Nesse caso, de nada adianta fazer uma campanha regular, time jogando certinho todos os jogos. É preciso destacar-se e conseguir aquela vitória para ir até a próxima fase. Uma única derrota (um fora) pode arruinar todo o trabalho. Uma vitória sobre um adversário muito forte (aquela garota linda da balada) causa impacto e aumenta sua moral com a mídia (amigos) e o temor dos adversários (no caso, aumenta seu ibope com demais garotas que vão observar que você manda bem, já que ficou com uma moça mais bonita que elas). O mata-mata é mais divertido, mas no geral todo mundo busca um dia ficar na segura disputa por pontos corridos. Mas tem que tem um time bacana para isso.


***

Outra metáfora futebolística é a dos casais e as seleções de futebol. Essa creio que é perfeita. Alguns desses casais mais comuns são:


Casal Alemanha: É aquele casal burocrático. Não tem o menor pudor em ser entendiante e em geral sempre vão longe na competição. Normalmente casam-se novos. Rotina é fundamental. Tem pouca coisa em comum e o diálogo é escasso. Apelam para bolas aéreas (ou enchem a casa de filhos) para conseguirem bons resultados (chegar numa final ou manter o casamento). Esse é o tipo de casal que mais colabora para a humanidade não entrar em extinção.

Casal Argentina: Casal que se dedica ao relacionamento, tem classe, estilo mas quando acha que existe perigo, apela para um gol de mão, um carrinho desleal ou um barraco numa festa. Tem muito potencial e são imprevisíveis.

Casal Espanha: É daquele tipo que tem tudo para dar certo: entrosamento, potencial, jogadores de qualidade... mas dificilmente passa da 1ª fase. Sabe-se lá o motivo.

Casal Suécia: É aquele casal bacaninha: simpático, agradável mas sem química nenhuma. É fácil perceber que não vão chegar em lugar nenhum. Estão juntos só por aquele medo terrível de não ficarem sós. Ou apenas por assim ser mais cômodo.

Casal Uruguai: Tiveram ótimos momentos "50 anos atrás". Hoje em dia tem cheiro de mofo. Voltam porque não conseguem ficar sozinhos mas aí brigam de novo (ou ficam fora de mais uma Copa) e terminam... passam-se quatro anos e conseguem uma vaga na Copa.... acham que está tudo bem mas não passam da primeira fase da competição. E terminam de novo. E aí não fica nada. Só o mofo.

Casal Holanda: Esse é aquele casal que dá gosto de ver. Modernos, descolados, independentes. Jogam bonito, pra frente... só que misteriosamente algo dá surpreendentemente errado numa final ou semifinal. Eles tem uma única briga séria e terminam pra sempre (ou perdem uma final para um time muito inferior). Um Casal Holanda é daquele tipo que todo mundo sempre lembrará com gosto. Jamais se esqueceram. Só que em determinado momento seguirão rumos diferentes, porque todo Casal Holanda precisa ter o gosto nostálgico e agridoce de "quase".

Casal Itália: Em via de regra, tem um começo desastroso. Só que quando consegue superar esse conturbado início, mostra na fase seguinte que será o tipo de relação duradoura e chega como favorita ao título.

Casal Brasil: Casal instável. Tem fases espetaculares e quedas terríveis. Quando está desacreditado, todo mundo acha que vai se separar, então ganha uma Copa do Mundo (ou tem um filho) e a moral sobe. Aí quando a gente acha que está tudo bem, surge um amante ou alguma coisa idiota (tipo um Dunga com um time com três volantes ou a falta de dinheiro pra pagar as contas) para ferrar com tudo. Apesar de todo o caos e ineficiência da equipe (o casal ou a porra do Dunga com os três volantes) sempre é favorito quando está na Copa (se bem que com o Dunga dessa vez isso seja bem improvável).


***

Você já se enquadrou em algum deles? Tem mais alguma sugestão de casais-seleções?

10 comentários:

Raquete disse...

Faltou o Casal República Tcheca, aquele de que se ouve maravilhas, mas que no final nada faz que preste.

E tem também o Casal Seleção Africana, que seria mais ou menos aquele casal que faz os outros casais se separarem, pra depois ninguém nem saber que fim levaram.

Se bem que sendo assim falta também o Casal Tunísia, que é aquele Casal Seleção Africana que todo mundo espera que vai causar um baita estrago a la Quadrilha de Carlos Drummond de Andrade, mas acaba que nem chegam à festa porque acabaram brigando antes.

Ou o Casal Seleção do Oriente Médio, que demite o terapeuta no meio da sessão.

lyS disse...

Eu adoro futebol, mesmo sendo mulher, por mais estranho que isto possa parecer. Muito interessante seu post, mas ainda nao sei em que tipo de selecao me encaixo.

www.dans-la-boite.blogspot.com
www.fruit-d-amour.blogspot.com

Fer disse...

Hahahaha
que medo, descobri que sou um casal Alemanha!!! hahaha
pelo menos rola uma regularidade!!!
mas muito criativo!! vou colocar seu texto no meu (devidamente creditado) hahaha

E adicione o meu:
www.fefca.blogspot.com

Dani Ela disse...

Lembrei do :

Casal Portugal : precisa de alguém de fora para dar certo, kkkk

Meu sonho é ser um Casal Itália, mas (ultimamente) tenho me encaixado no Casal Holanda, rsrs

Genial, Ródrigues!!! rs

Ana disse...

Muito bom!!!

Anônimo disse...

Texto engraçado, mas não devemos rotular casais, ainda mais quando nunca fizemos parte de um. O comentário sobre ter mais popularidade com as mulheres por ter pegado uma mulher bonita foi inusitado, nunca senti tesão por alguém só porque ele pegou uma gostosa.
Porém, são dois lados da mesma moeda... a solidão é inevitável.
beijo
Quel

Anônimo disse...

Ah, esqueci de dizer que ficou meio com cara de horóscopo ou teste Capricho: "Descubra que tipo de casal você é"
hahahaha
bjo

Fe Fontes disse...

PLAC PLAC PLAC!
AMEEEEEEI

Beijos

Fe Fontes

Fer Navegantes disse...

Genial,don !!!!!!

Gabriela Galvão disse...

Hah controvérsias, meu caro, qt a adquirir prestígio c as demais fêmeas pq pegou uma lindona...

Analogias a gente faz caber qq uma em qq situação mole mole...

Qt aos casais eu ñ entendo nd d futebol, meu negócio eh ir ao estádio, das maiores delícias q tm, p mim.
E d relacionamento, hum, bom, am... Melhor mudar d assunto, hah!

Tah, mas comentei pq achei bem escrito.

Vlw e abraço