domingo, dezembro 24, 2006

sobre as incríveis conversas de natal que eu não tive


rodrigone é meu pastor


-Mamãe, porque a gente não vai à igreja na noite de natal?
-Não sei, filho. Você quer ir?
-Eu? Nem a pau!
-Mas, meu filho, você tem só 4 anos... é importante ter Deus, ter Jesus no coração.
-Pra que, mãe?
-Pra ser uma pessoa melhor, pra ele te proteger...
-Mas o crescimento de cada ser humano não tem a ver com o auto-conhecimento? Não é preciso que nossos valores intrínsecos sejam corretos e incorruptíveis? Se tivermos tudo isso, pra que Deus, mãe?
-Filho!! Não fala isso! Hoje é natal! Dia que Jesus nasceu pra salvar a humanidade.
-Mas ele conseguiu salvar a humanidade, mãe? O mundo não está assolado em vício, corrupção, ódio e guerras?
-Mas é dia de trocar presente, dia de Papai Noel, enfeites...
Ah, sim... consumismo desenfreado. Disso eu gosto, mamãe. Feliz natal.
-É. Acho que sim. Feliz.

5 comentários:

Tatinha disse...

só consigo pensar em uma coisa pra dizer depois de ler esse texto...

vc é f* Ro, sou uma fanzona, quando vc for "chefe de redação de algum editoria de um jornal que cinco anos antes considerava repulsivo" eu vou continuar a ler seus textos, por ser vc e não por causa do jornal repulsivo, :P

Um beijao e...um bom dia de comilancia, na qual pobres pais devem se vestir de papai noel só pra agradar a um filho mimado. Se se vestissem de Macunaima seria tão mais legal.

Rosana disse...

Feliz Natal pagão, amigo!

Rosana disse...

e você não atualizou meu endereço na sua página =P

Rosana disse...

Ah, Rô, esqueci de perguntar, esse fofucho da foto é vc? Tinha uns 5 anos? Era tão santinho...

Salvaterra disse...

eu derrubei a arvore de natal da minha cunhada, mas o natal sobreviveu.