terça-feira, maio 22, 2007

A moça que não olhava para trás

Ela não olhava para trás. Não importava como nem quando. Não importavam os momentos vividos antes, não importava a saudade, nem o ciúme ou ressentimento. Ela simplesmente não olhava para trás. Nem mesmo naquele dia em que a carreta desgovernada veio na contramão e a acertou em cheio. Levou sua presunção, seu charme, sua vida. Mas não levou seu orgulho de nunca olhar para trás.

7 comentários:

Dani disse...

e ela esta certa ou errada???
Sabe que eu não sei?!!!

Dani disse...

Ah!
O orgulho mata..., não é não?? rsrs
hahahahahaha

mariana disse...

Consigo ver a Cena! A Coitadinha virou um trapinho...
Acobertada pelo seu Ego, esqueceu-se de olhar para o seu coração, que foi literalmente destroçado.
delícia de texto Rodras!
beijok,
Mari

Viviane disse...

Excelente. Sou muito parecida com a moça. Espero não ser abatida por uma carreta (rs).

Raquel disse...

"Você me deixa a rua deserta
Quando atravessa
E não olha pra trás"

Pow!

E lá se foi o romantismo do Caetano!

Suee disse...

Uma hora ou outra ela explodiria por n olhar nunkinha heuhuehe

Ana disse...

"Que são todas as virtudes humanas senão o orgulho?"

Macário - A. Azevedo